sábado, 28 de julho de 2012

Capitulo VIII

Quando finalmente acabou de arrumar a cozinha a campainha de sua casa tocou, olhou para o relógio, eram apenas 9 horas, tinha marcado com Zac as 10, ele não iria chegar tão cedo, tinha de colocar Abby e Alexander para dormir. Caminhou ate á porta e abriu-a, quase que os seus olhos saíram da orbita quando viu quem era.
Vanessa : o que esta aqui a fazer?! -perguntou sem entender-
XX : achei que fosse agradável passar por aqui para lhe dar as boas vindas, afinal não se muda de casa todos os dias, Vanessa. -a tal pessoa entrou sem ser convidado e Vanessa fechou a porta ainda sem entender- trouxe vinho, espero que goste. -disse ao pegar em dois copos e colocar um pouco de vinho em cada um deles, entregou um a Vanessa e sentou-se na cama dela-
Vanessa : Alex eu pensei ter sido clara ou pelo menos ter dado a entender que não quero ter quaisquer tipo de relações consigo fora do trabalho. -disse fria, aquele Alex era ousado e muito, muito convencido, a maneira como estava sentado na cama de Vanessa demonstrava isso mesmo-
Alex : vamos la Vanessa, -disse levantando-se da cama e pousando o copo nas escadas- qual seria o problema de nos divertirmos um pouco um com o outro?! -perguntou mais próximo de Vanessa- acho-a uma mulher bastante interessante, -disse olhando Vanessa de cima a baixo. Vanessa rolou os olhos quando viu Alex morder o lábio num acto de desejo- em todos os sentidos.
Vanessa : é melhor ir-se embora Alex, estou á espera de visitas. -disse tentando virar costas, Alex agarrou-lhe o braço- o que pensa que esta a fazer?! -perguntou tentando soltar-se-
Alex : tenha calma Vanessa eu apenas quero divertir-me consigo, o que perdíamos ao fazê-lo?
Vanessa : já disse que não Alex, não quero ter quaisquer tipo de relações consigo, saia da minha casa. -disse ainda tentando soltar-se-
Alex : gosto de mulheres difíceis, mas tudo tem os seus limites Vanessa. -disse apertando o corpo de Vanessa contra o seu- vamos acabar logo com este teatrinho de mulher difícil e vamos aquilo que interessa.
Vanessa : só vou dizer mais uma vez para me largar Alex. -disse seria- vamos, largue-me agora! -ordenou-
Alex : qual é o problema Vanessa?! -perguntou largando-a frustrado- somos dois adultos, qual o problema de nos divertirmos?! isso não significa que tenhamos de ficar juntos e felizes para sempre!
Vanessa : é exatamente por sermos adultos que já não temos idade que embarcar numa relação sem futuro, ou seja la aquilo que lhe queira chamar. -disse virando costas a Alex- se veio á procura de sexo bateu na porta errada. -disse abrindo a porta- saia, já lhe disse que estou á espera de visitas.
Alex : tudo bem Vanessa, eu saio. -disse indo em direção á porta- mas antes quero que saiba que eu não desisto fácil, gosto de desafios, principalmente daqueles que valem a pena. -disse saindo, quando Vanessa ia fechar a porta Alex impediu- tem uma boa noite. -quando finalmente Vanessa fechou a porta desatou a rir, aquele Alex não tinha mesmo noção. Vanessa não ia para a cama com ele nem que ele fosse o Chris Pine coberto de ouro e diamantes.-


Quando Zac chegou a casa Abby e Alexander já estavam á sua espera. Zac chegou e Brittany foi embora, agora era só ele e os seus filhos.
O jantar correu lindamente, Abby e Alexander pareciam duas matracas de tanto falar, Zac quase nem abriu a boca, apenas se riu das vezes que os filhos falavam e ele não entendia o que eles diziam.
Depois do jantar Zac brincou com os filhos ate á hora de ir para a cama, deu primeiro banho a Abby e pô-la a dormir, logo depois Alexander, que antes de dormir teve uma "conversa seria" com o pai.
Alexander : quelo vele a Nane! -disse ao bocejar- dade(saudade) dela papa!
Zac : amanha o pai trás a Vanessa aqui, esta bem?
Alexander : metes(prometes)? -perguntou apontando o dedidnho á cara de Zac que riu-
Zac : prometo, agora toca a dormir que já esta tarde para estar com conversas. -Zac puxou os cobertores ate á cintura de Alexander e deu-lhe um beijo na testa, poucos minutos depois Alexander adormeceu- boa noite, meu amor. -Zac deu mais um beijo em Alexander e desceu, encontrou Manuela sentada no sofá a ver as suas novelas- eu vou sair e não sei a que horas volto, qualquer coisa com os meus filhos ligue-me imediatamente!
Manuela : não se preocupe menino, vá descansado- disse a sorrir- fico contente de o ver sair outra vez, ja não me lembrava da ultima vez que o vi sair sem ser para ir pro trabalho.
Zac : ate amanha. -Zac deu um beijo na bochecha da senhora de cabelos brancos e saiu, quando fechou a porta de sua casa teve a impressão de ter visto um flash, abanou a cabeça e foi para o carro, a luz deve ter vindo dos holofotes que havia perto da estrada. 
Zac abriu o portão e saiu com o carro, ja estava atrasado, ja eram 10:30, só rezava para que Vanessa ainda estivesse á sua espera


Vanessa ja tinha perdido as esperanças, eram quase 11 horas e nada de Zac aparecer. Desapontada tomou um banho e vestiu o pijama, sentou-se no sofá e ficou a ver o filme que estava a passar, talvez assim se esquecesse do toco que apanhou.
Estava quase adormecer quando a campainha tocou, Vanessa desceu as escadas a correr com a esperança que fosse Zac que nem se lembrou que estava apenas de cuecas e sueter, abriu a porta e mais uma vez não acreditou quando viu quem era.
Vanessa : Joseph?! -perguntou sem acreditar no que via- o que esta aqui a fazer? -perguntou ao vê-lo entrar sem ao menos ser convidado, tal e qual como Alex fez.-
Joseph : achei que seria simpático vir aqui dar-lhe as boas vindas, não deve ser agradável passar a primeira noite numa casa nova sozinha. -disse a sorrir galã, Vanessa por um momento pensou estar a viver um déjà vu, era muito azar para uma só noite, todos iam ter com ela menos quem ela realmente queria que estivesse, agora com ela-
Vanessa : Joseph saia, esta tarde e eu quero dormir. -disse sem paciência- hoje não é um bom dia para me tentar levar para a cama, nem hoje nem nunca! -disse rude-
Joseph : nunca diga nunca Vanessa, nunca se sabe o dia de amanha. -disse aproximando-se-
Vanessa : tem razão, nunca se sabe o dia de amanha, mas eu tenho a certeza daquilo que eu quero, e neste caso eu não quero ir pra cama consigo, agora nem nunca! Saia. -disse mais uma vez, apontar para a porta que permanecia aberta-
XX : é melhor sair Joseph, depois de um fora destes eu ja não estava aqui! -Vanessa olhou para a porta rapidamente, la estava ele, encostado á parede, com as mãos nos bolsos e com um sorriso de deboche no rosto-
Joseph : Zachary! -disse surpreendido- esperava ver aqui quem quer que fosse, todos menos você.
Zachary : não entendo porquê. -disse aproximando-se de Joseph- tal como você eu apenas vim dar as boas vindas á Vanessa, não é todos os dias que ganhamos uma casa nova! -disse sarcástico-
Vanessa : bom ... -disse controlando o riso, a cara de Joseph estava hilaria- muito obrigado pela visita Joseph, tenha uma boa noite! -disse mandando-o ir embora, indirectamente-
Joseph : boa noite?! -perguntou com as sobrancelhas levantadas- não, ja que estamos aqui os três o que acham de uma noite entre amigos, vai ser concertesa divertido! -a esta hora a cara de Vanessa estava, sim, concertesa hilaria-
Zac : a sua eu não sei, mas a minha vai ser concertesa divertida. -disse a sorrir- eu vim aqui com um propósito e vou vou fazer aquilo que quero, quer você esteja ou não aqui! -dito isto Zac voltou-se para Vanessa e beijou-a. De inicio Vanessa pensou estar a ter alucinações, nem queria acreditar que Zac estava realmente a beija-la daquela forma tão, tão selvagem e cheia de desejo-
Continuaram a beijar-se sem pudor, nem os suspiros cansados de Joseph os incomodou. Vanessa conhecia Zac apenas alguns dias, mas parecia que estava á espera daquele beijo á anos.
Zac : é melhor sair Joseph, o que eu quero fazer a seguir não é agradável de se ver! -disse ainda agarrado a Vanessa que se riu quando ouviu o que Zac falou- não é necessário ninguém o acompanhar á porta pois não?! -disse Zac quando não ouviu os passos de Joseph em direcção á porta-
Joseph : boa noite! -o que se ouviu a seguir foi o grande estrondo da porta fechar, Zac ia voltar a beijar Vanessa quando ela se afastou.-
Vanessa : ele saiu daqui a deitar fumo pelas orelhas! -foi a única coisa que Vanessa conseguiu dizer naquele momento-
Zac : antes ele do que eu! -disse a rir- desculpa o atraso, apanhei transito e os miúdos atrasaram-me. -disse ao passar a mão pelo cabelo, alagando-o ainda mais-
Vanessa : o Alex também esteve aqui, -disse dando sinal para Zac segui-la- fica á vontade. -Zac sentou-se no sofá ao lado de Vanessa-
Zac : não estou surpreso, ele esta interessado em ti. -disse calmo- e pelos vistos o Joseph também!
Vanessa : eles só querem sexo! -disse soltando uma gargalhada seca- bateram na porta errada.
Zac : eu vim aqui ...
Vanessa : se vieste aqui á procura de sexo, só de sexo, vais pelo menos caminhos deles os dois. -disse cortando Zac-
Zac : eu não vim á procura só de sexo, mas também não vim á procura de um relacionamento serio. -explicou- não quero ter de dar explicações a ninguém, nem tão pouco me sinto preparado para dividir a minha vida pessoal com uma mulher.
Vanessa : vieste aqui á procura de quê? Especificamente. -naquela altura do campeonato tinham de ser francos e directos, Vanessa não queria mentiras e esperanças perdidas-
Zac : consolo, sexo, carinho, bons momentos e nada de preocupações ou esperanças de um possível relacionamento. -disse levantando-se- não te vou mentir Vanessa, durante estes meses passaram tu foste a única mulher por quem senti desejo, carinho ... chama-lhe o que quiseres, alguma coisa eu senti, mas não o suficiente para embarcar numa relação, não o quero nem posso fazer! -disse serio- eu disse que não te ia mentir e não o vou fazer, é isto que eu tenho para oferecer, se quiseres tudo bem, se não quiseres tudo bem na mesma eu saio daqui agora e volta tudo a ser como antes.
Vanessa : eu também não te vou mentir, -disse levantando-se e ficando frente a frente com Zac- eu gosto de ti Zac, não queria mas apeguei-me a ti e aos teus filhos em tão pouco tempo! É louco, eu nunca fui de me apegar facilmente as pessoas mas de uma forma ou de outra tu e os teus filhos mudaram isso, não sei como mas mudaram.
Zac : sendo assim eu acho melhor as coisas ficarem como estão. -disse descendo as escadas com Vanessa atrás-
Vanessa : eih eu disse que gostava de ti, não que estava perdidamente apaixonada! -disse agarrando Zac pelo braço-
Zac : eu não quero cobranças Vanessa! -disse soltando-se- não quero ter de dar justificações a ninguém.
Vanessa : alguém aqui falou em cobranças e justificações?! tal como tu eu também não quero depender de ninguém, mas eu disse que não iria mentir e dizer que sinto apenas uma atracção por ti é mentira, não é só isso.
Zac : aquilo que tu sentes da para viver uma aventura sem o rotulo de felizes para sempre? -perguntou aproximando-se-
Vanessa : não sei, mas estou disposta arriscar para saber.
Zac : eu não sei se isto vai durar, tens a noção que isto pode durar apenas algumas semanas não tens? -Zac queria ter a certeza das coisas antes de cair de cabeça naquela "aventura", não queria ficar a dever nada a ninguém, para ele aquilo era apenas um passatempo.-
Vanessa : só não tenho a noção daquilo que sinto por ti, mas como disse estou disposta arriscar. - a cada palavra que ambos pronunciavam iam aproximando-se mais da cama de Vanessa, que agora estava á poucos passos atrás das costas de Vanessa-
Zac : sem cobranças e justificações. -disse deitando Vanessa na cama-
Vanessa : sem cobranças e justificações. -quando Zac pousou os seus lábios nos de Vanessa ela teve a certeza que era aquilo que ela queria, iria arriscar os seus sentimentos numa aventura, talvez não se viesse arrepender.-(imaginem que é o Zac e a Vanessa)




Jack : descobriram onde ela esta? -perguntou de costas voltadas para dois dois seus capangas-
XX : sim senhor, descobrimos.
Jack : é preciso pedir por favor para abriram a boca?! -perguntou irritado-
YY : como desconfiávamos ela não voltou para a casa que comprou quando ainda estava connosco, ela mudou-se para um condomínio particular, só entra quem la for residente ou então uma visita esperada.
Jack : como descobriram tudo isso? -perguntou tentando manter a calma- não acredito que o FBI tenha pôs-to a casa em nome dela.
YY : e não pôs senhor, nos seguimos o Efron, ele esta la agora. -disse com medo da reacção do chefe-
Jack : é bom que a cabra aproveite enquanto pode, quando eu lhe voltar a colocar as mãos em cima ela vai desejar nunca ter saído da prisão. -disse a fervilhar de raiva- quero as fotografias que pedi! -ordenou-
XX : estão aqui senhor, também trouxemos um video. -disse colocando tudo em cima da mesa com certo medo-(imaginem que é o Zac e a Vanessa)
Jack : onde foi isto? -perguntou controlando a raiva-
XX : na porta da casa dele senhor.
Jack : saiam! -sem mais perguntas os dois capangas saíram e Jack desatou a atirar tudo o que estava em cima da mesa pro chão, a sua raiva era tanta que apenas lhe apetecia matar, não uma pessoa qualquer mas sim Zachary Efron- filhos da puta, vão pagar-me por tudo.




Os lindos e intensos olhos azuis de Zac devoravam o corpo de Vanessa como se fosse a mais deliciosa refeição do mundo. Vanessa ofegou intensamente quando o corpo forte e bem trabalhado se posicionou entre as suas pernas fazendo sua necessitada vulva se contrair ainda mais. Mordeu os lábios com certa força ao sentir as mãos fortes de Zac começar a percorrer o seu delicado corpo.
Zac continuava olhando-a intensamente enquanto uma de suas mãos tomava um dos seios rosados, agora completamente erguidos por causa da enorme excitação. Vanessa não conseguiu conter um gemido de prazer quando a forte mão começou a massagear o seio e atormentá-lo em uma deliciosa tortura de prazer.
Zac apertava com certa força o bico do mamilo, fazendo-a sentir um prazer completamente delicioso e torturante. Zac apenas a olhava, admirando como Vanessa se contorcia debaixo de seu corpo, sentindo um prazer que jamais havia sentido.
Vanessa arqueou o corpo ao sentir uma das fortes mãos, deslizar rapidamente para o meio de suas pernas tomando sua vulva nela, dedos atormentadores e fortes começaram a fazer uma doce e cruel massagem em seu clitóris fazendo-a contorcer-se ainda mais.
Vanessa arqueou o corpo para cima em desespero jogando a cabeça para trás enquanto os dedos intensificavam as suas investidas, fazendo-a sentir como se estivesse a ser levada á loucura de tanto prazer que sentia. Gemeu alto enquanto Zac intensificava as suas investidas não parando em momento algum, atormentando até que ela sentiu que iria gozar. O orgasmo que a tomou foi tão forte, tão abrasador como uma enorme explosão de um grande vulcão. Sentiu-se partir em pedaços enquanto Zac continuava investindo os dedos contra ela, fazendo-a nadar onda após onda de um intenso prazer.
Quando desceu finalmente do grande ponto alto do clímax, sentiu a boca de Zac sobre um dos seus seios, chupando-o com força como se fosse a mais deliciosa guloseima. Não conseguiu conter os gemidos que saíam de seus lábios enquanto Zac chupava-lhe o seio. Gritou ao sentir que lhe a penetrava com um de seus fortes dedos.
Céus, Vanessa pensava naquele momento que ficaria louca de tanto prazer que estava a sentir. Zac chupava o seio com força enquanto investia o dedo dentro dela logo seguido de outro e mais outro. Três fortes e grandes dedos penetrando-a com força e violência repetidas vezes rapidamente, enquanto ele chupava um mamilo.
Não conseguia descrever o quanto estava sentindo prazer. Não conseguiu conter outro grito quando Zac a conduziu a outro clímax ainda mais intenso do que os que já havia tido. O corpo dela se convulsionou em intermináveis ondas de prazer debaixo do corpo dele.
Os olhos agora azuis escuros devoravam-na agora mais intensamente enquanto Vanessa terminava de perder qualquer senso de noção do tempo. Zac estava consumindo-na completamente. Quando começou a descer do enorme ponto do clímax sentiu uma dor forte que a fez sentir uma mescla deliciosa entre prazer e dor.
Zac a havia penetrado com uma só investida colocando-se totalmente dentro dela. Usando as suas fortes mãos, Zac levantou-lhe as coxas redondas e macias para poder entrar ainda mais fundo nela. Os lábios dele tomaram os de Vanessa com violência em um assalto terrivelmente delicioso enquanto começava uma forte cadência de estocadas fortes, rápidas e duras dentro dela, fazendo-a gritar de prazer.
Vanessa : Sim, sim... Hárrr...
Enquanto se enterrava tão profundamente quanto podia dentro de Vanessa com força e rapidez, Zac beijava-a intensamente afogando os seus gritos de prazer. 
Vanessa não conseguia nem mesmo lembrar-se do seu nome, a única coisa que sabia era que precisava cada vez mais de Zac enterrado bem fundo dentro dela. A cama fazia certo barulho por causa da violência das estocadas que Zac dava insistentemente contra ela.
Vanessa sentiu que o pico do clímax estava aproximando-se e rodeou as pernas na cintura dele, para que ele pudesse afundar-se ainda mais dentro dela. Não conseguia nem mesmo lembrar-se de onde estava quando o intenso clímax a atingiu, fazendo-a ver estrelas. Sua apertada vulva o ordenhando com toda a força que seus músculos podiam fizeram-no encontrar um intenso clímax também.
Zac deu uma última e intensa estocada bem funda derramando a sua semente dentro dela. Depois que desceu do enorme ponto de prazer Zac ficou paralisado olhando a situação.
Vanessa estava abaixo dele entrelaçando-o com as suas pernas em sua cintura, as suas mãos estavam bem apertadas as dele sobre a cama, Zac não sabia em que momento do sexo deu as mãos, mas estavam de mãos dadas. O rosto e corpo dela estavam cobertos de suor, e havia lágrimas de prazer em seu rosto também.
Seus lindos cabelos negros agora grudavam um pouco em seu rosto por causa das lágrimas e do suor. Vanessa tinha desmaiado por causa do forte clímax e Zac estava completamente ofegante, cansado e coberto de suor admirando-a.
Ainda um pouco cético, continuou ali olhando-a, não conseguia acreditar que acabara de ter o melhor sexo de sua vida. Vanessa tinha o ordenhado de tal jeito e tinha reagido ao corpo dele de tal modo que o deixou completamente excitado.
Sacudiu a cabeça rapidamente e decidiu que com certeza era por ser a primeira vez que fazia sexo em meses que Vanessa conseguia o atrair tanto assim. Pensou em levantar-se e tomar um banho, mas estava tão cansado que acabou deitando-se ali mesmo abraçando-a e adormeceu com ela em seus braços e seu membro ainda dentro do corpo quente e aconchegante de Vanessa.


No outro dia, Zac acordou às cinco da manhã ainda com Vanessa em seus braços, mas em algum momento da noite ele havia se retirado de dentro da vulva apertada dela, agora ela estava de bruços sobre a cama. Zac sentiu o seu membro latejar de desejo e não esperou mais, estava com fome dos dois modos possíveis.
Colocou o corpo lentamente sobre o dela e afastou-lhe as pernas para que ele a pudesse penetrar por trás. Segurou o seu membro já ereto e começou a penetrá-la devagar por trás. Suspirou de prazer ao sentir-se totalmente dentro da carne quente e acolhedora dela.
Beijou-lhe a nuca e começou a movimentar-se sobre ela lentamente, primeiro para que acordasse. Retirou os cabelos dela de um lado para que seu pescoço ficasse exposto para ele e começou a lambê-lo. Vanessa acordou já dando um leve gemido sentindo-o entrar e sair de seu corpo.
Zac continuou a entrar e sair lentamente por um momento, mas aumentou as estocadas rapidamente penetrando com força e rapidez o corpo vulnerável abaixo dele. Vanessa tentou mover-se um pouco, mas Zac pegou-lhe as mãos e colocou-as sobre a cabeça e segurou-as pelos pulsos, para que Vanessa ficasse completamente submissa a ele, enquanto desferia estocas fortes e rápidas fazendo-a lamentar em gemidos de intenso prazer.
Zac continuou a penetra-la e a lamber seu pescoço até que Vanessa atingiu o clímax, o ordenhando com força. Então Zac mordeu o pescoço de Vanessa fechando os olhos em deleite do prazer que sentia. O corpo de Zac nunca se sentiu tão satisfeito, sendo ordenhado pela vulva apertada e deliciosa de Vanessa.



ACabou !!!!! O maior capitulo que eu ja escrevi em toda a minha vida !!!!!! UFA :) E então o que acharam, Vanessa vai realmente conseguir separar as coisas ou os sentimentos vão entrar na sequência deste "relacionamento"?! E Jack, o que ele vai fazer?! E Joseph e Alex?! Muitas perguntas e as respostas todas neste blogue, sigam-me e COMENTEM MUITO :) Ate ao próximo post, beijos :)

12 comentários:

Edyh_2012 disse...

Q hottt hein
Posta logo please
Kiss

você é o melhor pra mim disse...

Nossa este capitulo esta hot hot hot hot's...posta o outro capitulo logo wstou superhiperultramega ansiosa para ler.

você é o melhor pra mim disse...

este capitulo esta shoooooooooow posta logo o outro

sarah evelin disse...

vi seu blog hoje e ja li os capitulos postados essa historia é viciante.Amei esse capitulo a bem hot.posta logo beijos

• Paula disse...

Capítulo super HOT!
Amei amei amei
Acho que a Vanessa não vai conseguir distinguir os sentimentos!
Capítulo perfeito como sempre!
Posta logo
Bjos amorê

Viviane Faria disse...

muito bom o capitulo,rsrs,isto foi intenso,posta logo,blos

Rita disse...

Ai meu DEUS!!! Por favor posta logo!! :)
O Capitulo tá otimo!!! AMEI, AMEI, AMEI!! :D

My opinion about love disse...

Hot, muito hot.

Adorei. Posta rápido pf

bjs

Baa' disse...

Cap muito bom :)
Bastante HOT e intenso
Posta logo
Beijos

Mi ' disse...

oh meu deus, que capitulo perfeito...
foi muito hot mesmo.
posta logo que eu estou ansiosa.
beijos.

Verdade disse...

amei e espero ansiosamente para ler o próximo cap

Beatriz Montessi disse...

Ameiiii vc é muito boa. Nisso