domingo, 25 de novembro de 2012

Capitulo XI

Jack : isso não me interessa nada, tens ate ao fim da semana que vem para me trazer novidades! -gritou enfurecido ao telefone- não vou admitir que me apanhem desprevenido  Entendido? ... Óptimo  -desliga o telemóvel e com a raiva atirou-o para o chão com força-
XX : podemos senhor? -um homem totalmente vestido de preto perguntou antes de entrar no escritório  Atrás de si esta um outro homem vestido da mesma forma- é para avançar com o plano?
Jack : sem dó nem piedade meus caros. -esboça um sorriso doentio- não me deixem ficar mal. -ironizou- matem-na! -proferiu serio e depois de erguer um pouco o tem de voz- Minha querida Vanessa, este jogo ainda agora começou! -soltar uma gargalhada seca-


Vanessa : será que podes ir directo ao assunto? -perguntou impaciente- estou sem a mínima vontade de te ouvir. -disse seca- vê se te despachas.

Zac : fica descansada que não vou ocupar muito do teu tempo. -ao contrario daquilo que Vanessa estava á espera, a voz de Zac não saiu irónica ou sarcástica. Bem pelo contrario, ele parecia perturbado, preocupado ate. Nervoso concertesa.-
Vanessa : e então?
Zac : não te vou pedir desculpas pelo que te chamei, nem agora nem nunca.
Vanessa : diz-me algo que eu já não saiba. -solta um riso magoado  tu simplesmente não sabes pedir desculpa a ninguém. -acusou-
Zac : mas peço desculpa por ter pensado que continuavas a ser aquela mulher que era anteriormente, peço desculpa por te ter ofendido e por te ter tratado mal -Vanessa olhou-o atenta, ele estava a pedir desculpas? Estava a desculpar-se- a minha intenção era magoar-te, fazer-te sentir a dor que eu senti quando perdi a Amanda. Peço desculpa por isso.
Vanessa : meu Deus, segurem os céus que Zachary Efron esta a desculpar-se! -proferiu sarcasticamente seguindo com uma gargalhada seca e alta- achas que essas desculpas ridículas vão mudar alguma coisa?
Zac : mas eu não quero mudar o que disse, naquela época eu pensava isso e foi por isso que falei o que falei. -defendeu-se-
Vanessa : então ainda não percebi o que vieste aqui fazer! Ofender-me mais?
Zac : eu vim aqui ... -faz uma pausa e passa as mãos pela cara- eu vim aqui para acabar tudo aquilo que nos temos.
Vanessa : e nos alguma vez tivemos alguma coisa parlem de sexo? -sorri sem vontade- tu realmente fizeste-me acreditar que sim, que um dia pudesses vir a sentir aquilo que eu sinto em relação a ti. Mas a ideia burrinha de que um dia íamos viver felizes para sempre foi pelo cano abaixo assim que o Joseph me disse o que tencionavas fazer comigo quando o caso estivesse resolvido.
Zac : eu sinto muito. -baixa a cabeça-
Vanessa : não, não sentes. -vira costas a Zac e tenta controlar as lágrimas que teimavam chegar aos seus olhos agora vermelhos e aguados.- tu odeias o Jack, fazes de tudo para o apanhar e punir pelos crimes dele, mas la no fundo tu és uma copia quase perfeita dele. -vira-se novamente para Zac sem se importar com as lágrimas que inundavam o seu rosto- o que tu me fizes-te foi exactamente e mesma coisa que ele me fez. A única diferença é que eu queria realmente dormir contigo, com ele não. (imaginem a Vanessa)
Zac : não digas isso. -pediu tentando aproximar-se. Vanessa fez-lhe sinal para se voltar afastar.-
Vanessa : já sentis-te alguma vez que ninguém no mundo te ama? Nunca amou? -perguntou olhando o nada-
Zac : que estas a dizer?
Vanessa : eu sinto isso todos os dias quando acordo. -encara os olhos de Zac profundamente- o único dia em que me senti amada foi quando me deitei contigo, não foi quando fizemos sexo, foi quando a meio da noite acordei e te vi deitado ao meu lado. Foi a única vez na minha vida que eu me senti amada, a única.
Zac : tu tens pessoas que te amam á tua volta. -disse sentindo-se mal, nunca se devia ter envolvido com Vanessa.-
Vanessa : tenho? -sorri- então diz-me onde elas estão que eu nunca as vi! Eu não tenho família, nunca conheci os meus pais e nem nunca sequer ouvi ninguém me dizer "amo-te"! O meu filho morreu e nem sequer me deixavam vê-lo, abraça-lo! -gritou entre soluços causados pelo choro- desde que me lembro a minha vida é uma porcaria e tu só estas a contribuir para a deixar ainda pior quando eu pensava que ias fazer exactamente o contrario!
Zac : os meus filhos gostam de ti, eles vêm em ti aquilo que nunca tiveram. -disse baixo, custava-lhe admitir que os seus filhos não precisavam de Amanda, a mãe, mas de Vanessa.-
Vanessa : e tu vais fazer com que eu nunca mais os veja.
Zac : eu nunca disse isso. -encarava Vanessa-
Vanessa : mas vais dizer, ou tu achas que eu não sei como estas conversa vai acabar?!
Zac : é o melhor Vanessa ...
Vanessa : melhor para quem hã? -perguntou interrompendo Zac bruscamente- para ti e para essa culpa doentia que tu sentes desde que a Amanda morreu?! -perguntou sem dó nem piedade-
Zac : tu não sabes o que estas a dizer! -proferiu alterado-
Vanessa : sei, podes crer que sei! -aproxima-se de Zac- tu sentes-te culpado pelo morte da Amanda, convenceste-te a ti próprio que ela morreu por tua causa e é esse sentimento ridículo que tu sentes que te impede de ser feliz.
Zac : cala-te Vanessa ...
Vanessa : tu castigas-te por me desejares porque dentro da tua cabeça há uma voz que te convenceu que estas a trair a Amanda sempre que me queres levar para a cama, sempre que me queres beijar, seja fazer o que for. Tu culpas-te por me quereres como nunca quiseste ninguém, eu sei disso. -afirmou com todas as certezas do mundo-
Zac : tu não sabes nada ...
Vanessa : eu sei tudo, e sei que neste momento a tua vontade não é de aqui estar falar comigo mas sim de me atirares pra cima daquela cama e me possuíres de uma maneira que nunca possuíste ninguém. -aproxima-se o mais possível de Zac e coloca as mãos na cara dele obrigando-o a olha-la nos olhos- porque é que lutas contra aquilo que sentes? -perguntou um pouco mais calma- não estas a trair a Amanda estando comigo, eu tenho a certeza que se ela estivesse viva iria querer que tu seguisses em frente, que fosses feliz.
Zac : eu não consigo ser feliz sem ela, eu amo-a. -proferiu deixando lágrimas escorrer os seus olhos. Aquelas palavras cortaram o coração de Vanessa, ela amava um homem que amava uma mulher que estava morta. Vanessa sempre soube que Zac ainda amava Amanda, mas ouvi-lo dizer doía mais do que aquilo que imaginava.-
Vanessa : claro que consegues, basta quereres. -insistiu- tenta, tenta ser feliz pelo menos uma vez depois da morte da Amanda, se não o fizeres por ti fá-lo pelos teus filhos, eu tenho a certeza que eles vão ser muito mais felizes se virem o pai sorrir sempre, todos os dias. -Vanessa largou Zac e afastou-se- corre atrás da tua felicidade, esteja ela onde estiver e seja ela quem for. -concluiu com dor. Zac não iria sequer tentar ficar com ela.- eu vou fazer o mesmo depois de termos concluído o caso, também mereço ser feliz. -sorri fraco- pelo menos uma vez.
Zac : Vanessa ...
Vanessa : é melhor ires embora, já esta a ficar tarde e eu ainda me quero encontrar com a Ashley. -Vanessa foi ate á porta e abriu-a- ate amanha Zac.
Zac : ate amanha.
Zac aproximou-se de Vanessa e deu-lhe um beijo na bochecha. Depois saiu sem dizer nada, deixando Vanessa completamente desolada e sozinha dentro daquele enorme apartamento.

No outro lado da cidade ... 

XX : fizemos tudo como pediu senhor.
Jack : deixaram a mensagem?
XX : deixamos senhor, tal como pediu.
Jack : óptimo, irão ser recompensados. -Jack desligou o telemóvel e esboçou um sorriso doentio no rosto. Finalmente as coisas estavam a correr como queria.-


Zac entrou em casa e viu todas as luzes já apagadas, já estavam todos a dormir. Deixou-se cair no sofá com a garrafa de whisky na mão e começou a beber e a beber ate começar a sentir o efeito do álcool no sangue. Porque é que simplesmente não conseguia seguir em frente? Porque é que Amanda não saia da sua cabeça? Porque é que continuava ama-la como se ela estivesse viva? Porquê?

Levantou-se do sofá um pouco zonzo e pegou num álbum de fotografias que estava guardado dentro do grande armário da sala. Sentou-se no sofá e começou a folhear.
Eram tantas recordações, tantos momentos.
Cada fotografia o remetia a uma lembrança diferente, a um momento diferente. Uns bons, outros mãos, mas todas aquelas fotografias tinham uma historia por detrás. Zac sentia falta de Amanda, de a ter perto de si, de a poder abraçar e sentir o cheiro do perfume dela, enfim. Sentia falta de tudo, principalmente de dizer que a amava e ver aquele sorriso banal, mas especial dela. Aquela mulher sempre foi tudo para si, o motivo da felicidade, da tristeza, da dor, da perda, do sofrimento ... tudo. Tanto lhe proporcionou momentos felizes como tristes. A melhor coisa que Amanda lhe tinha dado eram os seus filhos, a coisa mais importante da sua vida. Alexander e Abby eram as melhores coisas da sua vida, as únicas que lhe davam alento para continuar.
YY : o que é que esta a fazer? -Manuela nem quis acreditar quando viu Zac atirado no sofá  a beber como um desesperado e a ver fotografias antigas- perdeu a cabeça?
Zac : eu perdi a mulher da minha vida. -disse um pouco fora de si- acha pouco?
Manuela : acho uma pouca vergonha um homem do seu tamanho, com dois filhos procurar consolo na bebida, é isso que eu acho. -Manuela tira a bebida das mãos de Zac e fecha o álbum- isto é passado! -atira o álbum para o chão- corra atrás do seu futuro!
Zac : eu nao tenho futuro. -começa a rir sem motivo- 
Manuela : só porque nao quer. -abana a cabeça negativamente- venha, vou ajuda-lo a subir.



CaBou!!!!!! Espero que tenham gostado :)

Surpreendidos?! Era essa a intenção ... Jack, o que será que ele andou a fazer? E Zac, será que vai voltar com a sua decisão atrás? E Vanessa, como será que vai ser? 
Esperem pelo próximo capitulo e comentem. 8 COMENTÁRIOS PARA O PRÓXIMO
Beijos, fiquem bem e ate logo :)

10 comentários:

Thauany disse...

Ahhh Amei o Capítulo...
Eu podia jurar q o Zac iria se acertar com a Vanessa...Mas ele tem q abrir os olhos...E a Vanessa tem toda a razão o Zac tem q procurar ser feliz..
Enfim capítulo perfeito
Posta Logo
xoxo

Edyh_2012 disse...

Zac Zac... Esquece logo a Amanda e fica com a Vany... Para de ser bobo homem!
E oq o Jack fez???
Posta logo please
Kis

• Paula disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
Amei amei amei o capítulo!
Zac seu burro!
Corre atrás da sua felicidade!Vai atrás da Vanessa!
Capítulo perfeito!
Posta logo
Bjos amorê

stephanie_95_7 disse...

O que é que o Jack anda a tramar, espero que nao aconteça nada de mal à Vanessa!!
Adorei o cap
Bjs

sarah evelin disse...

Amei o cap ta lindo posta logo to ansiosa para o próximo bjs

Regi disse...

muito bom.. o Zac ta me saindo um belo retardado!kk ele tem que ficar logo com a Vanessa! posta logo! muito curiosa! kk bjo!

Leeeh disse...

Se o Zac não fosse o Zac eu falaria que ele e viado. Poxa tudo bem que a Amanda morreu e que ele sente muito a falta dela,mas bora seguir em frente ne,tá perdendo a Vanessa se prendendo ao passado desse jeito.Capítulo perfeito.
Ps: sempre li o seu blog,mas n tenho muito tempo de comentar,tradução,provas finais no colégio.Enfim,amo seu blog <3

natalia disse...

ahhh jurava que eles iam se acertar tomara que eles voltem no proximo

natalia disse...

posta +++++ eu to super curiosa pra saber o que o jack ta tramando

Margarida Oliveira disse...

Deve ser extremamente horrível ouvir o homem que amamos dizer que ama alguém que já morreu, essa conversa foi tão fria, ele parecia querer apenas Amanda ele não segue em frente e Vanessa foi a que tem sofrido mais muito bom o capítulo